in

Compliance: os 9 pilares das conformidades trabalhistas

Descubra o que é compliance e qual a importância das conformidades trabalhistas para o sucesso do seu negócio.

conformidades trabalhistas

Em suma, o conceito de conformidades trabalhistas, conhecido no Brasil como compliance, significa estar em conformidade com a lei, normas e regulamentos determinados pela CLT.

Nesse sentido, no mundo empresarial, trata-se da implementação de mecanismos para garantir que a empresa cumpra as normas a ela impostas. Ou seja, foca em prevenir riscos, conflitos judiciais e outras sanções que possam vir a prejudicar o relacionamento entre empregado e empregador.

Inclusive, o conceito ganhou grande expansão no Brasil com os escândalos de corrupção. Deles, surgiu a lei anticorrupção que visa trazer benefícios reais para as empresas que se encontram em conformidade com as leis e normas do trabalho.

Nesse sentido, veja mais sobre o programa de conformidade trabalhista e garanta o sucesso do seu negócio mediante o cumprimento das normas e regras estipuladas pela CLT.

Mas afinal, o que são as conformidades trabalhistas?

Antes de tudo, também conhecido como compliance trabalhista, este é um programa de gestão fundamentado na inserção de medidas para prevenir imprevistos na empresa, através de um Código de Conduta Ética interno e da legislação vigente.

conformidades trabalhistas

Nesse sentido, este programa funciona como uma auditoria que irá verificar possíveis irregularidades e indicar correções para promover boas práticas na empresa. Isso se dá por meio das orientações de especialistas como advogados, contadores, técnicos de segurança do trabalho, médicos do trabalho e departamento de recursos humanos. Portanto, a ideia aqui é resolver quaisquer possíveis conflitos antes que se transformem em ações judiciais.

Em linhas gerais, o compliance trabalhista se traduz na implementação de medidas e procedimentos de prevenção e controle de incidentes no ambiente de trabalho.

Os 9 pilares das conformidades trabalhistas para a sua empresa

São nove os pilares que sustentam toda a engrenagem das conformidades trabalhistas, com o intuito de conferir efetividade, solidez e perpetuação do programa. Vejamos cada um deles:

1. Suporte da Alta Administração

Em síntese, é fundamental que a alta direção endosse o plano de ação e os objetivos do programa. É um ponto fundamental para qualquer compliance verdadeiramente efetivo.

2. Avaliação de Riscos

Posteriormente às metas do programa, passamos ao mapeamento dos riscos internos e externos aos quais a empresa está exposta, considerando a legislação e as normas internas da empresa. A partir de métodos e técnicas apropriadas, é possível conhecer os obstáculos com antecedência, evitá-los, mitigá-los e oferecer soluções estratégicas.

3. Código de Conduta, Regulamento Interno e as Políticas da Empresa

Assim, servem como guia para o devido cumprimento do programa de compliance trabalhista, da legislação inerente ao modelo de negócio da empresa e, principalmente, traz os princípios e valores adotados pela organização.

4. Controles Internos

Dessa forma, a empresa pode dividir os controles em dois: preventivos (ex.: segregação de funções) e detectivos (ex.: prestação de contas). Eles servem como obstáculo ao fluxo desenfreado e buscam reduzir os riscos, devendo, contudo, serem utilizados de forma racional para que não atrapalhe as atividades da empresa.

5. Treinamentos

Como resultado, uma vez estabelecidos os padrões a serem seguidos, os valores a serem adotados e os procedimentos internos, a empresa deve priorizar o treinamento periódico da equipe. Ele tem o intuito de disseminar a cultura ética nos negócios, estabelecer condutas, além de transmitir conceitos que afetam a performance de cada colaborador.

6. Canais de Denúncia

Através destes canais, a companhia pode investigar relatos de possíveis violações de normas, desvios de conduta. Com isso, uma vez apurados os fatos, a empresa pode adotar medidas correspondentes. Além de averiguar denúncias, o canal tem o intuito de inibir condutas graves, como, por exemplo, o assédio moral muito comum nas relações de trabalho.

7. Investigações Internas

Em caso de denúncia, indicação de conduta indevida, processos de monitoramento ou mesmo a partir de notícias, as investigações internas são instauradas.

Trata-se de procedimento de averiguação capaz de revelar, com credibilidade, se houve uma conduta imprópria ou não, quais foram as circunstâncias, quem estava envolvido e se, de fato, ocorreu a violação de leis ou políticas da empresa.

8. Due Diligence

As empresas que operam seus negócios com a participação de terceiros devem estar atentas e promover um processo de avaliação desse terceiro seguindo suas regras e cultura vigentes, antes de celebrar contrato com este.

Através desse controle, é possível levantar informações acerca da estrutura societária e situação financeira do terceiro, verificar se tem histórico de práticas trabalhistas contrárias à ética e às leis.

9. Auditoria e Monitoramento

Para avaliar a efetividade do programa de conformidades trabalhistas, é necessário implementar um processo de avaliação constante (monitoramento), além de auditorias regulares. Assim, é possível identificar se a empresa está seguindo o rumo esperado, se a produtividade está em ordem e se os riscos estão sendo evitados.

A importância das conformidades trabalhistas para a sua empresa

Programas de conformidades trabalhistas já são reconhecidos nos meios jurídico e corporativo mundialmente como a medida mais eficaz para o combate à corrupção nas empresas. Sistemas como este, de diminuição de riscos, assegurados por programas rígidos de governança corporativa, criam reputação e confiabilidade econômica e social. Assim, ao optar por implementar tais sistemas. é possível agregar credibilidade à sua empresa e obter ganhos não só econômicos, mas também de imagem.

Desta forma, estar em conformidade com a legislação e as normas estipuladas, é uma das características que diferenciam e destacam as organizações no mercado. Diante desse cenário, o programa de conformidades trabalhistas deve ser adotado pelas empresas, independentemente do seu ramo de atuação. 

A criação de mecanismos que permitam um maior controle sobre a relação que envolvem diretamente os colaboradores devem ser atrelados a um eficaz treinamento em todos os níveis empresariais.

Com isso, é possível abolir condutas discriminatórias, corrupção, assédio (moral e sexual), problemas de risco à saúde e condutas antissindicais. E, por fim, uma melhor relação entre gestores e colaboradores.

A tecnologia como principal recurso de alinhamento às conformidades trabalhistas para a sua empresa

Agora que você já sabe a importância das conformidades trabalhistas, é hora de avaliar opções de melhoria para o processo de trabalho da sua empresa. Afinal, a falta de controle com escalas ainda é um dos maiores problemas e causa de ações judiciais trabalhistas em todo o Brasil. 

A solução desenvolvida pelo Escala tem provado, com excelentes cases de sucesso, que criar e gerenciar escalas de plantões por meio de um app, melhora processos e amplia a satisfação da equipe.

Ficou curioso e gostaria de conhecer a plataforma?  Acesse o nosso site e faça o seu cadastro.

Avatar

Postado por Raphael Tavares

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
pagamento de plantões médicos

Gestão financeira para pagamento de plantões médicos

roi de solução de escalas

Como mensurar o ROI de uma solução de escalas